Mastite Bovina

Mastite bovina é pertencente às doenças bovinas, é importante evita-la, pois ela é considerada a maior vilã da produção leiteira, e o que ninguém é ter prejuízo e tampouco perder a saúde animal do seu rebanho. Essa é uma das doenças de bovinos que mais tiram o sono dos pecuaristas, mas basta você seguir algumas dicas e poderá ficar longe desse male.
Essa doença pode acarretar a perda das mamárias dos bovinos, por isso deve ser tratada imediatamente. A mastite bovina é uma infecção nas mamárias dos bovinos, essa infecção é causada por microrganismos que atacam as fêmeas, geralmente a transmissão é ocasionada por mal uso de máquinas de ordenha ou até mesmo falta de higiene do profissional da área.
Existem dois tipos de mastite, a primeira e mais comum é a mastite clinica e a outra é a mastite subclínica. A primeira é facilmente detectável a partir do teste da caneca, já que ela ocasiona o surgimento de pus no leite da vaca, agora a subclínica é aquela em que a doença só é detectada a partir de uma contagem de células somáticas, já que a patologia causa um desequilíbrio nas células do animal.

 

Quais os sintomas da Mastite Bovina?

Os sintomas de mastite são: febre, diminuição da produção leiteira, vermelhidão das mamárias e apatia do animal. Para detectar a mastite clínica é muito simples, basta colocar uma caneca e apertar uma “teta” da vaca e caso tenha pus no leite é mastite.
Agora para o caso subclínico você deve observar os outros sintomas e fazer o teste de células somáticas. É aconselhável que você procure um veterinário sempre que seus bovinos apresentarem sintomas diferentes do normal.

 

O que causa a Mastite Bovina?

A causa da mastite bovina em grandes casos se dá pelo mal manejo do ordenhador ( funcionário da fazenda ou sítio que faz a ordenha do animal ), outra causa da mastite pode ser o fato de um bezerro mamar em uma vaca e tentar “roubar” o leite de outra vaca, nessa prática, o filhote pode passar o microrganismo pela boca, causando o contágio.
A principal causa é a falta da higiene, se o profissional não limpar os equipamentos utilizados na ordenha, pode ser que ele transfira a doença de um bovino para outro e em pouco tempo espalhar a doença por toda a propriedade.

 

Como evitar a Mastite Bovina?

A melhor forma de evitar a mastite bovina é a higienização de todos os materiais da ordenha, é muito difícil fazer a limpeza de vaca por vaca, então é necessário que o ordenhador faça uma limpeza completa antes e depois da ordenha.
Outra prática interessante para evitar essa doença bovina é não deixar que a vaca se deite logo após a ordenha, isso porque as mamárias do animal ficam mais suscetíveis ao contágio nesse período.
É importante que o pecuarista faça um tratamento após a fase de lactação, sendo esse tratamento um dos grandes eliminadores dos casos de mastite. Essa prevenção pode parecer um pouco cara, porém, estudos dizem que fica mais em conta prevenir a mastite do que trata-la.  

 

Como tratar a Mastite Bovina?

O Tratamento da Mastite Bovina pode ser o mais diversificado, desde antibióticos até injeções que penetram a mamária da vaca. Porém, nós do Campo de Ofertas disponibilizamos um tratamento inovador.

Especialmente desenvolvido para o tratamento da Mastite Bovina, a Nutriphós traz o NTH Mastite, uma fórmula homeopática que previne e cura mastites clínicas e subclínicas. Seu efeito reduz a contagem de células somáticas (CCS), além de estimular as funções lácteas e o sistema imunológico dos animais. O NTH Mastite aumenta a produção de leite, sem reduzir sua qualidade, tendo efeitos benéficos no estado geral do animal.

E a qualidade do Campo de Ofertas não para por ai! Temos uma linha completa para você homem do campo, com produtos para a nutrição animalsaúde animalnutrição de suínos, além de equipamentos agrícolasferramentas agrícolas e os mais diversos materiais agrícolas.